27/03/2018

A VIDA DE JESUS - SEU SEPULTAMENTO, SUA RESSURREIÇÃO E SUA ASCENSÃO





SEU SEPULTAMENTO


Apenas um homem rico poderia possuir um terreno tão próximo da cidade assim. Muitos acham que José era um membro do Sinédrio que cria em Cristo. Ele devia ser um homem de influência para poder aproximar-se de Pilatos.


Provavelmente, a sepultura onde o corpo de Jesus foi colocado era uma gruta escavada em uma das muitas colinas de calcário que existiam naquela área. Muitas vezes, essas sepulturas eram suficientemente grandes para permitir que as pessoas entrassem e caminhassem lá dentro.

Os líderes religiosos consideraram as afirmações de Jesus sobre a sua ressurreição com mais seriedade do que os discípulos dele, que não se lembraram de que o Messias havia predito sua ressurreição. Por causa das profecias, temeram mais Jesus após sua morte do que quando estava vivo, e tentaram tornar todas as preocupações para que seu corpo permanecesse onde fora sepultado.


Os fariseus tinha tanto medo das profecias de Jesus sobre a ressurreição, que se certificaram de que o local da sepultura estivesse completamente lacrado e guardado pelos soldados romanos. Como a sepultura era lavrada em um rocha, ao lado de uma colina, havia apenas uma entrada, que foi lacrada com uma rocha, rolada até ali com a ajuda de uma corda.


Com tanta precaução, a única maneira de o corpo sair da sepultura seria por meio da ressurreição de Jesus. Os fariseus não entendiam que nada - rocha, lacre, guarda ou exército algum - poderia impedir que o Filho de Deus ressuscitasse. Leia abaixo Mateus 27.57-66


57 E, vinda já a tarde, chegou um homem rico, de Arimatéia, por nome José, que também era discípulo de Jesus.
58 Este foi ter com Pilatos, e pediu-lhe o corpo de Jesus. Então Pilatos mandou que o corpo lhe fosse dado.
59 E José, tomando o corpo, envolveu-o num fino e limpo lençol,
60 E o pôs no seu sepulcro novo, que havia aberto em rocha, e, rodando uma grande pedra para a porta do sepulcro, retirou-se.
61 E estavam ali Maria Madalena e a outra Maria, assentadas defronte do sepulcro.
62 E no dia seguinte, que é o dia depois da Preparação, reuniram-se os príncipes dos sacerdotes e os fariseus em casa de Pilatos,
63 Dizendo: Senhor, lembramo-nos de que aquele enganador, vivendo ainda, disse: Depois de três dias ressuscitarei.
64 Manda, pois, que o sepulcro seja guardado com segurança até ao terceiro dia, não se dê o caso que os seus discípulos vão de noite, e o furtem, e digam ao povo: Ressuscitou dentre os mortos; e assim o último erro será pior do que o primeiro.
65 E disse-lhes Pilatos: Tendes a guarda; ide, guardai-o como entenderdes. 66 E, indo eles, seguraram o sepulcro com a guarda, selando a pedra.




SUA RESSURREIÇÃO


Na sua ressurreição, a pedra não foi removida para que Jesus pudesse sair, mas para que os outros pudessem entrar e ver que Jesus havia realmente ressuscitado dentre os mortos, exatamente como havia prometido. O anjo que anunciou às mulheres as Boas Novas da ressurreição deu-lhes quatro mensagens, com aplicações importantes:


  • 1 - Não tenhais medo: A realidade da ressurreição deve trazer alegria para nós, não temor. Quando estiver com medo, lembre-se da sepultura vazia.
  • 2 - Ele não está aqui: Jesus não está morto, portanto, não deve ser procurado entre os mortos. Ele está vivo, junto a seu povo.
  • 3 - Vinde e vede: As mulheres podiam verificar por si mesmas a evidência da ressurreição. A sepultura estava tão vazia naquele dia quanto está hoje. A ressurreição é um fato histórico.
  • 4 - Ide, pois imediatamente dizer a seus discípulos que já ressuscitou dos mortos: Elas deveriam compartilhar a alegria da ressurreição. Nós também devemos divulgar as Boas Novas a respeito da ressurreição do Senhor Jesus Cristo.


A ressurreição de Jesus é um acontecimento chave para a fé cristã. Por que? Como havia prometido, Jesus ressuscitou dos mortos, portanto, podemos confiar que cumprirá tudo o que prometeu. A ressurreição do corpo de Jesus mostra-nos que o Cristo vivo governa o eterno Reino de Deus; que Jesus não era um falso profeta e nem um impostor.


Podemos ter a certeza quanto a nossa ressurreição porque Jesus ressuscitou. A morte não é o fim; existe uma vida futura. O poder que trouxe Jesus de volta à vida também está disponível para levar o nosso ser espiritualmente cego à vida. A ressurreição é a base do testemunho da igreja ao mundo. Jesus é mais do que um líder. Ele é o Filho de Deus.


Jesus ao chamar os discípulos de irmãos, Ele demonstrou que os perdoou, mesmo depois de terem negado que o conheciam e de terem desertado. O relacionamento deles após a ressurreição seria ainda mais forte que antes.


Deus deu a Jesus a autoridade no céu e na terra. Com base nesta autoridade. Jesus ordenou que seus discípulos fizessem mais discípulos, pregassem as Boas Novas a todos, batizassem os que se arrependiam de seus pecados e lhes ensinassem a Palavra de Deus. Com essa mesma autoridade, Jesus ainda ordena que evangelizemos outros e façamos discípulos de Cristo e embaixadores do Reino. Leia abaixo o texto de Mateus 28


1 E, no fim do sábado, quando já despontava o primeiro dia da semana, Maria Madalena e a outra Maria foram ver o sepulcro.
2 E eis que houvera um grande terremoto, porque um anjo do Senhor, descendo do céu, chegou, removendo a pedra da porta, e sentou-se sobre ela.
3 E o seu aspecto era como um relâmpago, e as suas vestes brancas como neve.
4 E os guardas, com medo dele, ficaram muito assombrados, e como mortos.
5 Mas o anjo, respondendo, disse às mulheres: Não tenhais medo; pois eu sei que buscais a Jesus, que foi crucificado.
6 Ele não está aqui, porque já ressuscitou, como havia dito. Vinde, vede o lugar onde o Senhor jazia.
7 Ide pois, imediatamente, e dizei aos seus discípulos que já ressuscitou dentre os mortos. E eis que ele vai adiante de vós para a Galiléia; ali o vereis. Eis que eu vo-lo tenho dito.
8 E, saindo elas pressurosamente do sepulcro, com temor e grande alegria, correram a anunciá-lo aos seus discípulos.
9 E, indo elas a dar as novas aos seus discípulos, eis que Jesus lhes sai ao encontro, dizendo: Eu vos saúdo. E elas, chegando, abraçaram os seus pés, e o adoraram.
10 Então Jesus disse-lhes: Não temais; ide dizer a meus irmãos que vão à Galiléia, e lá me verão.
11 E, quando iam, eis que alguns da guarda, chegando à cidade, anunciaram aos príncipes dos sacerdotes todas as coisas que haviam acontecido.
12 E, congregados eles com os anciãos, e tomando conselho entre si, deram muito dinheiro aos soldados,
13 Dizendo: Dizei: Vieram de noite os seus discípulos e, dormindo nós, o furtaram.
14 E, se isto chegar a ser ouvido pelo presidente, nós o persuadiremos, e vos poremos em segurança.
15 E eles, recebendo o dinheiro, fizeram como estavam instruídos. E foi divulgado este dito entre os judeus, até ao dia de hoje.
16 E os onze discípulos partiram para a Galiléia, para o monte que Jesus lhes tinha designado.
17 E, quando o viram, o adoraram; mas alguns duvidaram.
18 E, chegando-se Jesus, falou-lhes, dizendo: É-me dado todo o poder no céu e na terra.
19 Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo;
20 Ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. Amém.



SUA ASCENSÃO




Quando alguém está de partida, suas últimas palavras são muito importantes. Antes de ascender aos céus, as últimas palavras de Jesus a seus discípulos foram de instruções como:
 
 
  • 1 - Eles continuariam sob a autoridade do Mestre
  • 2 - Deveriam fazer mais discípulos
  • 3 - Deveriam batizar e ensinar os novos discípulos a obedecerem
  • 4 - Cristo estaria com eles todos os dias por intermédio de seu Espírito Santo.
 
 
Embora nas missões anteriores Jesus tivesse enviado seus discípulos apenas aos judeus, a partir daquele momento a missão teria um caráter mundial. Jesus é o Senhor sobre toda a terra. Ele morreu pelos pecados dos povos de todas as nações. Assim, devemos ir e conquistar novos discípulos, sejam eles em nossa vizinhança ou em outro país. Evangelizar não é uma opção, mas uma obrigação de todos os que chamam Jesus de Senhor.
 
 
O poder do Espírito Santo não é limitado a uma força superior ao que é considerado comum. Tal poder envolve coragem, ousadia, confiança, perspicácia, habilidade e autoridade. Os discípulos precisariam de todas estas qualidades para cumprir sua missão. Se você crer em Jesus Cristo como seu Salvador, poderá experimentar o poder do Espírito Santo em sua vida.
 
 
Antes de Jesus partir, ele prometeu aos discípulos que receberiam para testemunhar depois de terem recebido o Espírito Santo. Note a progressão:
 
 
  • 1 - Eles receberiam o Espírito Santo
  • 2 - Que lhes dariam poder
  • 3 - Então testemunhariam a alcançariam resultados extraordinários.
 
 
Frequentemente tentamos inverter a ordem e testemunhar por nosso poder e autoridade. O testemunho não é a exibição do que podemos fazer por Deus. É a prova e o testemunho do que Deus fez por nós. Leia Atos 1.6-11
 


6 Aqueles, pois, que se haviam reunido perguntaram-lhe, dizendo: Senhor, restaurarás tu neste tempo o reino a Israel?
7 E disse-lhes: Não vos pertence saber os tempos ou as estações que o Pai estabeleceu pelo seu próprio poder.
8 Mas recebereis a virtude do Espírito Santo, que há de vir sobre vós; e ser-me-eis testemunhas, tanto em Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria, e até aos confins da terra.
9 E, quando dizia isto, vendo-o eles, foi elevado às alturas, e uma nuvem o recebeu, ocultando-o a seus olhos.
10 E, estando com os olhos fitos no céu, enquanto ele subia, eis que junto deles se puseram dois homens vestidos de branco.
11 Os quais lhes disseram: Homens galileus, por que estais olhando para o céu? Esse Jesus, que dentre vós foi recebido em cima no céu, há de vir assim como para o céu o vistes ir.



Chegamos ao término dessa série que para nós foi marcante e de muitos aprendizados. Durante a produção desta série, cada palavra escrita, cada relato era na maioria das vezes uma lágrima que descia pelo rosto. Jesus é o Filho de Deus o Salvador do mundo, o Cordeiro perfeito de Deus que morreu para que pudéssemos voltar a ser amigo de Deus, ter parte na vida eterna, esperança para nosso sofrimento que um dia chegará ao fim.


O propósito desta série é para que as pessoas pudesse conhecer Jesus e ter a oportunidade de aceita-lo em seu coração e ser chamados filhos de Deus. Se você gostou desta série, por favor, compartilhe com amigos e pessoas desconhecidas também, apenas um clique você evangeliza e apresenta o Salvador Jesus para aquelas pessoas que você conhece e que ainda estão perdidos neste mundo. Não retenha Jesus apenas para você, compartilhe Jesus, espalhe as Boas Novas.


Abaixo você terá todos os links de outros posts desta série para você ler. Em breve todas estas postagens da vida de Jesus estarão disponível para baixar de graça em formato de E-book, assim você poderá guardar, compartilhar e usar para evangelizar as pessoas. Obrigada por estar aqui, Deus abençoe a sua vida poderosamente.




VEJA TAMBÉM...

 
- A vida de Jesus - Sua prisão, seu julgamento e sua morte
- A vida de Jesus - Seu sepultamento, sua ressurreição e sua ascensão (É este post que você esta lendo)



Por: No Teu Altar
Foto: Google
Versículos: bibliaon.com
Explicações: Bíblia de estudo Aplicação Pessoal - Editora CPAD
Esta história se encontra no livro de Mateus e Atos. E as passagens estão nos versículos citados no artigo.


 
Copyright © No Teu Altar - 2018. Todos os direitos reservados. Reprodução do conteúdo somente com autorização por escrito. Web Design: Garota Criativa. Inicio NTA